Governo promove ações de educação em saúde em Laranjal do Jari – Correio Amapaense

Governo promove ações de educação em saúde em Laranjal do Jari

Técnicos da Superintendência de Vigilância em Saúde foram em rádios, áreas atingidas e abrigos alertar sobre cuidados no contato e consumo da água.

 

 Foto: Ascom SVS
Emanuel Bentes percorreu rádios locais para orientar a população sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar doenças

O Governo do Amapá realiza, desde o último fim de semana, ações de educação em saúde com os moradores do município de Laranjal do Jari, no sul do Estado. O objetivo é garantir que a população faça a sua parte para prevenir-se de doenças, como as de veiculação hídrica e outras consequentes dos alagamentos dos últimos dias.

Equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) percorreram as escolas onde as famílias desabrigadas e desalojadas se encontram e também visitaram as rádios locais para explicar sobre a importância do cuidado com o contato e consumo de água, o manuseio adequado do hipoclorito, produto que garante melhor qualidade da água, dentre outras orientações.

Orientações sobre o hipoclorito

De acordo com o diretor-executivo da SVS, Emanuel Bentes, que está no município monitorando a situação, é necessário a aplicação de apenas duas gotas da substância para cada litro de água. Após adicionar, é preciso esperar o produto agir, entre 10 e 15 minutos, e depois disso a água estará própria para o consumo.

“O cloro elimina todos os micro-organismos que podem causar doenças, como febre tifoide, paratifoide, doenças diarreicas agudas e outras. O produto age sobre esses micro-organismos, que não são visíveis a olho nu. Duas gotas em um litro de água, de forma correta, salvam vidas, principalmente crianças de zero a um ano de idade, faixa etária em que ocorre o maior número de casos de morbidade (adoecimento)”, frisou Bentes.

Foram distribuídos pelo governo do Estado 8.500 frascos de hipoclorito. A intenção, segundo o representante da SVS, é que a população faça o uso correto do produto. “Chamamos a atenção da população sobre o hipoclorito porque a maioria usa em outras tarefas, como tirar mancha de roupa, fazer a desinfecção de banheiros e vasos sanitários. Pedimos que usem para tratar a água”, alertou o gestor.

Prevenção

Também foram levados para Laranjal do Jari, pela equipe da Vigilância em Saúde, 400 doses de vacinas para reforçar a cobertura na região contra gripe, febre amarela, tétano e hepatites; e ainda medicamentos como soro antiofídico para o tratamento de picadas de cobras e o soro botrópico para doenças adquiridas com animais peçonhentos, como aranhas e escorpiões, além de medicamentos para tratamento de leptospirose.

Os membros das equipes de diferentes instituições que participam da ação também foram imunizados, como os militares do Exército, Defesa Civil e assistentes sociais.

O controle de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como dengue e chikungunya está sendo feito com a aplicação de inseticida e busca ativa. Nenhum óbito foi registrado até o momento pela força-tarefa que atua no município.

“Estamos atentos para que a população tenha sua saúde e sua vida preservada e fazermos o que é de nossa competência, o monitoramento e a prevenção”, concluiu Emanuel Bentes.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION