Governo vai revitalizar feiras e parques de exposições em Macapá e Amapá

0
12
Feiras que serão revitalizadas são de três bairros de Macapá e os parques de exposições são o da Fazendinha e João Pompilho.

 

 Foto: Maksuel Martins/Secom
Os trabalhos incluem pintura, reforma dos banheiros, limpeza do entorno, entre outros reparos

O Governo do Amapá vai iniciar, neste mês, a revitalização das três principais feiras de Macapá e dos parques de Exposições da Fazendinha, em Macapá, e João Pompilho, no município de Amapá. Os trabalhos incluem pintura, reforma dos banheiros, limpeza do entorno, entre outros reparos necessários para proporcionar aos feirantes e clientes um espaço mais agradável. O Estado deve assinar até sexta-feira, 4, o contrato com a empresa que executará os serviços.

As feiras que serão revitalizadas são dos bairros Buritizal, Pacoval e Jardim Felicidade. Segundo informou o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), Robério Nobre, estes espaços estão no cronograma de obras do governo.

Ele ressaltou que, após os serviços, o Estado deve sentar com os feirantes e produtores que utilizam os locais para tratar sobre a manutenção. “Vamos entregar as feiras reformadas e é importante que, quem usa o espaço preserve o local mantendo sempre limpo e evitando as depredações. Pois, o Estado fará a parte dele e o cidadão precisa colaborar”, ponderou Nobre.

Agropecuária

Já os parques de exposições da Fazendinha e de Amapá serão revitalizados para que possam ser utilizados com atividades voltadas à agropecuária o ano todo. “Essa era uma demanda recorrente e demos esse primeiro passo para que a concretização saísse do campo das discussões”, declarou o secretário de Desenvolvimento Rural.

Além de eventos agropecuários, o Parque de Exposições João Pompilho também vai servir para atividades dos cursos de engenharia agronômica da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), onde foi aberto, recentemente um polo da Ueap para atender a Região dos Lagos.

O Parque de Exposições da Fazendinha, na capital, também deve concentrar as atividades do setor agropecuário. Um escritório do Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap), começa a funcionar nos próximos dias no local.

E uma vitrine da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) também será instalada dentro do parque. Neste espaço, os estudantes e interessados na agropecuária terão a oportunidade de conhecer sobre pastagens e técnicas utilizadas na produção rural.

O Parque de Exposições da Fazendinha receberá no final de maio, a primeira exposição de búfalos do Amapá. O evento deve abrir as discussões sobre bubalinos e a importância dele para a economia amapaense. “Temos o segundo maior rebanho bubalino do país, e precisamos desenvolvê-lo e incluí-lo como mais um fator importante para a economia do estado”, finalizou Robério Nobre.