Ipem/AP inicia fiscalização de cronotacógrafos de veículos de cargas e passageiros

0
16
No Amapá, mais de 4 mil veículos possuem o equipamento obrigatório, responsável pelo registro de velocidade, tempo e distância percorrida.

 Foto: Maksuel Martins/Secom
A fiscalização aconteceu na Rodovia JK, em frente ao Parque de Exposição da Fazendinha e contou com o apoio do BPRE

O Instituto de Pesos e Medidas do Amapá (Ipem/AP) iniciou nesta terça-feira, 24, a fiscalização periódica dos cronotacógrafos, equipamento de uso obrigatório estabelecido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e instalado em veículos de transportes e de condução escolar, de passageiros e de carga com peso bruto total superior a quatro mil quilos. Esse equipamento é responsável pelo registro de velocidade, tempo e distância percorrida.

A fiscalização aconteceu na Rodovia JK, em frente ao Parque de Exposição da Fazendinha e contou com o apoio do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE). O Ipem/AP vai dar continuidade às ações que irão se revezar nas principais rodovias estaduais e no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF/AP), localizado no Km 9 da Rodovia BR-210, em dias e horários estabelecidos pelo órgão, e irão se estender até dezembro deste ano.

Segundo o Ipem/AP, no Amapá, mais de quatro mil veículos possuem o equipamento instalado. O coordenador técnico operacional do órgão, Ronildo Nobre, informou que a fiscalização tem como objetivo identificar se os veículos estão com o certificado em dia e se o disco está em perfeitas condições que garantam os registros das informações.

“É importante que este equipamento esteja em perfeitas condições. Pois, em caso de acidente, as autoridades competentes poderão saber, por exemplo, a que velocidade que este veículo estava no momento do sinistro”, destacou Nobre.

A fiscalização é simples, mas pontual. Os veículos são parados, em seguida, os fiscais jogam o número da placa direto ao sistema do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), onde os cronotacógrafos estão cadastrados. O Inmetro, então, indica se o veículo está ou não com a certificação em dia.

“Se por acaso o veículo não estiver com a certificação em dia, ou não conste a identificação dele no sistema, o motorista é orientado a se regularizar. Agora, se este mesmo veículo for flagrado numa próxima fiscalização e continuar irregular, é feito um auto de infração e encaminhado ao jurídico do órgão, o qual irá aplicar as sanções administrativas”, explicou o coordenador técnico operacional do Ipem/AP.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Maksuel Martins / Secom