Jogadores do Boca não querem entrar em campo para segunda partida da final: “Que deem a taça ao River” – Correio Amapaense

Jogadores do Boca não querem entrar em campo para segunda partida da final: “Que deem a taça ao River”

Por Globoesporte.com — Buenos Aires

 


A decisão da Conmebol de adiar o segundo jogo entre River Plate e Boca Juniors, pela final da Libertadores, após confusão no último sábado, deixou alguns jogadores da equipe xeneize indignados. Revoltado com a situação, o atacante Benedetto deixou claro que acredita que a partida não deveria acontecer e afirmou, em entrevista à Fox Sports Argentina, que o título deveria ser entregue aos Millonarios, por acreditar que o clube foi protegido pela entidade sul-americana. Apesar do ocorrido, dirigentes tratam a partida como confirmada para a tarde deste domingo, às 18h (de Brasília).

“Que deem a taça ao River, já que eles têm tanto peso na Conmebol. Não fazem nada com eles”, disse Benedetto.

River Plate x Boca Juniors confusão — Foto: ReutersRiver Plate x Boca Juniors confusão — Foto: Reuters

River Plate x Boca Juniors confusão — Foto: Reuters

No último sábado, torcedores do River apedrejaram o ônibus do Boca momentos antes de chegar ao estádio, e alguns jogadores ficaram feridos – Pablo Pérez e Lamardo precisaram ser encaminhados para o hospital, por exemplo.

Veja imagens da confusão no pré-jogo da Libertadores River x Boca
Taça Libertadores
Veja imagens da confusão no pré-jogo da Libertadores River x Boca

Veja imagens da confusão no pré-jogo da Libertadores River x Boca

O duelo estava inicialmente marcado para 18h (de Brasília) do último sábado. Com a confusão, a Conmebol atrasou o início em uma hora (seria às 19h, portanto); e depois, em mais 1h15 (às 20h15). A confirmação do adiamento foi anunciada somente por volta de 20h30.

Adiamento da final da Libertadores terminou com distúrbios entre torcedores do River Plate e policiais nas ruas de Buenos Aires — Foto: Alberto Raggio/ReutersAdiamento da final da Libertadores terminou com distúrbios entre torcedores do River Plate e policiais nas ruas de Buenos Aires — Foto: Alberto Raggio/Reuters

Adiamento da final da Libertadores terminou com distúrbios entre torcedores do River Plate e policiais nas ruas de Buenos Aires — Foto: Alberto Raggio/Reuters

Em entrevista coletiva, o atacante Tévez foi além. O experiente jogador de 34 afirmou que o River deveria ser eliminado por conta da confusão do último sábado.

– Para mim, não deveríamos jogar amanhã (neste domingo), é o mesmo que aconteceu com o Boca (em 2015).

Após confusão com ônibus do Boca, tocedores do River invadem o estádio

Após confusão com ônibus do Boca, tocedores do River invadem o estádio

Tevez menciona um episódio de 2015, quando torcedores do Boca Juniors jogaram gás de pimenta na direção de jogadores do River no intervalo da partida entre as equipes válida pelas oitavas de final da Libertadores. Na ocasião, o clube acabou eliminado da competição.

“Se fosse com o Boca, já estávamos fora. A taça era do River. Não foi assim na Bombonera? Eliminaram o Boca, agora estamos pensando em quando vamos jogar.”

A segunda partida final entre River Plate e Boca Juniors acontece neste domingo, às 18h (de Brasília), no Estádio Monumental de Nuñez. O SporTV transmite ao vivo, e o GloboEsporte.com acompanha em Tempo Real. No jogo de ida, na Bombonera, as equipes empataram em 2 a 2.

Fonte Globo esporte

About the author

Related