Lourenço vai receber Comissão de Direitos Humanos

0
17

Comissão de Direitos Humanos irá a Lourenço ver a situação da comunidade

"Mesmo com a decisão judicial, que liberou a garimpagem, algumas condições foram impostas para que a atividade fosse retomada e é isso que verificaremos, se elas estão sendo cumpridas, porque, se não, a Justiça fecha novamente. Além disso, veremos a situação em que estão vivendo as famílias que dependem do garimpo"

Em sessão realizada nesta terça-feira (13), a Comissão de Direitos Humanos (CDH), da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), aprovou uma visita à comunidade de Lourenço, no município de Calçoene, para verificar as condições em que estão vivendo as pessoas que moram na comunidade, após a abertura, pela Justiça Federal, no último fim de semana, do garimpo de ouro. O local esteve interditado por mais de três meses, provocando desemprego e desesperança às famílias que dependem dele para o seu sustento. A visita ocorrerá no período de 19 a 21 de abril.

“Mesmo com a decisão judicial, que liberou a garimpagem, algumas condições foram impostas para que a atividade fosse retomada e é isso que verificaremos, se elas estão sendo cumpridas, porque, se não, a Justiça fecha novamente. Além disso, veremos a situação em que estão vivendo as famílias que dependem do garimpo”, disse o presidente da CDH, deputado Jaci Amanajás (PV), informando que, de lá, seguirão, juntamente com a Comissão de Relações Exteriores, até o município de Oiapoque, para conferir o andamento das providências requeridas pelo Parlamento ao poder público, decorrentes da última viagem.

Fazenda da Esperança

Na mesma sessão, foi aprovado o requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa pedindo autorização para a realização de uma audiência pública, no dia 27 de abril, no plenário da Assembleia Legislativa, para debater com autoridades locais e com a população a implantação de uma unidade da Fazenda da Esperança ? instituição especializada em recuperação de dependentes químicos ? existente em 18 países, com 118 unidades no Brasil. O evento contará, ainda, com as presenças do procurador-geral da Fazenda da Esperança, Alberto Calmon, do administrador-geral, Padre Chris e do padre Vinícius Gouveia, responsável pelas Fazendas do Norte do Brasil.

A sessão foi presidida pelo deputado Jaci Amanajás e contou com a participação dos deputados/membros, Charles Marques (PSDC) e Edna Auzier (PSD).