Magistrados do TJAP que compõem o Comitê Estadual de Saúde visitam a nova UPA da Zona Sul – Correio Amapaense

Magistrados do TJAP que compõem o Comitê Estadual de Saúde visitam a nova UPA da Zona Sul

O presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador Carlos Tork, acompanhado dos juízes da 4ª Vara Cível de Fazenda Pública de Macapá e 1ª Vara do Juizado Especial de Fazenda Pública, Alaíde Maria de Paula e Eduardo Navarro Machado, respectivamente, visitaram as instalações da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul, em Macapá.

upacomite 5O convite para a visita institucional veio do secretario estadual de saúde, Gastão Calandrini, durante a 9ª reunião do Comitê Estadual de Saúde do Judiciário (CES-JUS). “O principal desejo é mostrar para o comitê a unidade que está prestes a ser inaugurada para melhorar a saúde no Amapá”, garantiu o secretário.

upacomite 8Os representantes de todos os órgãos que compõem o CES-JUS, que tem como proposta promover a desjudicialização das demandas de saúde pública, foram acompanhados pelo gestor hospitalar da unidade, o administrador Antônio Carlos Ferreira, que apresentou as equipes de trabalho e os setores de atendimento ao público.

De acordo com o presidente do TJAP, Desembargador Carlos Tork, o comitê oferece todo o apoio institucional para que o Poder Executivo desenvolva a saúde estadual por meio das unidades. O magistrado ainda garantiu todo o acompanhamento por parte do comitê para o desenvolvimento dos trabalhos.

upacomite 21“Existe uma grande expectativa com relação ao atendimento que será oferecido à população. O que nos interessa é que todos os cidadãos sejam bem atendidos e com o menor custo possível. Acompanharemos a dinâmica de pagamentos da empresa contratada, assim como a operacionalização das atividades. Tudo será discutido no comitê, com tranquilidade, solidariedade e apoio”, destacou o presidente.

Com capacidade para 150 atendimentos diários, a UPA da Zona Sul vai funcionar 24 horas todos os dias da semana. Na unidade, serão atendidos casos de urgência e emergência, como pressão alta, fraturas, cortes, infartos e derrames, o que deve contribuir para a redução da demanda do Hospital de Emergência de Macapá.

 

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION