Maio Amarelo chama a atenção da participação de todos na busca por um trânsito menos violento

0
16

 

A Esplanada dos Ministérios está iluminada de amarelo desde essa quarta-feira (2). Todos os prédios vão manter a cor durante as noites deste mês. É o Maio Amarelo proposto em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), data que é referência mundial para ações que buscam um trânsito mais seguro.

Nessa quarta foi lançada a campanha do governo federal com o tema Nós Somos o Trânsito. Segundo o Ministério das Cidades, o lema foi escolhido para incentivar a participação de todos: órgãos, agentes de fiscalização, motoristas de todos os tipos de veículos, pedestres e ciclistas.

Dados da ONU divulgados pelo Ministério das Cidades indicam que o Brasil é o quinto país mais violento no trânsito, com 234 mortes a cada 100 mil veículos. Um dado que teria mais destaque caso as mortes ocorressem de outras formas, segundo o ministro das Cidades, Alexandre Baldy.

De acordo com o ministro das Cidades, a meta assumida com a ONU, em 2011, para redução de mortes no trânsito ainda não foi alcançada.

A campanha será veiculada na mídia nacional impressa, de rádio e nas redes sociais. E cada estado deve promover atividades educativas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) vai promover, no dia 11 de maio, em todo o país, o cinema rodoviário, com vídeos informativos para condutores. Além das ações, para o diretor-geral da PRF, Renato Dias, a consciência de cada cidadão é fundamental.

Segundo a PRF, uma das causas mais comuns para acidentes de trânsito no país é o excesso de velocidade. O uso de celular também é uma causa crescente de acidentes