Margareth Menezes encerra programação da 3ª Virada Afro, em Santana – Correio Amapaense

Margareth Menezes encerra programação da 3ª Virada Afro, em Santana

Apresentação ocorre neste domingo, 1º, último dia do evento que acontece desde sexta-feira, 29, para valorizar a cultura negra amapaense.

 

 Foto: Divulgação
A cantora e compositora vai mostrar a força das raízes afro em sua combinação de gêneros como samba, pop, axé e reggae

Neste domingo, 1º, último dia da 3ª Virada Afro Cultural – Circuito Amapá Afro, a cantora baiana Margareth Menezes encerra a programação no município de Santana. Com mais de três décadas de carreira, a cantora e compositora vai mostrar a força das raízes afro em sua combinação de gêneros como samba, pop, axé e reggae.

Ainda haverá a apresentação de grupos folclóricos de raiz africana. O Governo do Amapá garantiu a participação de 50 grupos deste segmento. São apresentações de capoeira, dança afro e marabaixo, além da participação de oito bandas e quatro músicos amapaenses.

O evento começou na sexta-feira, 29, com um culto ecumênico no palco principal da Avenida Santana, onde foi montado um extenso corredor com exposições de literatura, gastronomia, ações educativas, palestras, feira de empreendedorismo e atrações musicais locais e nacionais.

A atração nacional na noite de abertura foi o grupo Olodum, que participou da Virada, não apenas com show musical. Os integrantes contribuíram com a formação de produtores culturais amapaenses ministrando o curso Elaboração e Gestão de Projetos Culturais da Escola Olodum. A capacitação ocorreu pela manhã no primeiro dia da programação no Centro do Idoso, na Vila Amazonas, em Santana.

A segunda noite da Virada Afro foi embalada pelas cantoras Naná Martins, de Alagoas, e Grazzi Brasil, ex-participante do programa The Voice Brasil, da Rede Globo, que agitaram o público com muito samba, axé e dança.

O evento é fruto de uma parceria entre Governo do Estado do Amapá (GEA), por meio da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro), e Fundação Cultural Palmares, além do apoio da Prefeitura de Santana. Os recursos financeiros são de emenda do deputado federal Marcos Reátegui e contrapartida do GEA.

Domingo (01/07)

Palco 1

19h30 – Rogerio e Cia

22h10 – Tambores Tucujus

20h50 – Grupo São Batuques

21h00 – Osmar Junior

22h10 – Realidade Negra

00h00 – Margareth Menezes

Palco 2

17h30 – Samba Asé

18h00 – Cia de Dança Baraká

18h30 – Marabaixo do Pavão

19h00 – Grupo Folclórico São José do Mata Fome

19h25 – Grupo Raízes da Favela

19h50 – União Devotos Nossa da Conceição

20h15 – São João do Maruanum 2

20h40 – Grupo Marabaixo Areal do Matapi

21h05 – Grupo Herdeiros do Marabaixo de Campina Grande

21h30 – Amojap

21h55 – Grupo de Marabaixo São João do Maruanum

22h15 – Grupo de Batuque Malocão do Pedrão

22h40 – Assoc. Folclórica Santo Antonio e São Benedito Coração

23h05 – Grupo Irmandade São José

23h30 – Associação Cultural São Sebastião do Mazagão Novo

About the author

Related