MARIDO DE SARA GEROMINI É PRESO APÓS SOLTAR ROJÕES EM FRENTE AO PRESÍDIO

0
50


A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, na tarde desta quarta-feira (17), o marido da bolsonarista Sara Winter e outros dois homens. O grupo soltava rojões em frente à Penitenciária Feminina do Gama, conhecida como Colmeia.

Trata-se da unidade prisional para onde foi transferida a extremista, também nesta tarde. Antes, ela estava na sede da Polícia Federal em Brasília.

Presa desde segunda-feira (15), Sara foi detida no âmbito do inquérito no Supremo Tribunal Federal que investiga a organização de atos golpistas e ameaças contra os ministros da Corte. Ela também é investigada por ter ameaçado nas redes sociais o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito.

A bolsonarista também é suspeita de estar envolvida com o ataque com fogos de artifício ao prédio do STF, no sábado (13), uma vez que ela era uma das organizadoras do acampamento de apoiadores armados do presidente “300 do Brasil”, desmontado por ordem da Justiça por constituir uma milícia proibida pela Constituição.

O marido de Sara Winter, que não teve o nome revelado, assim como os dois homens que participaram da ação em frente ao presídio, foram encaminhados para a 20ª Delegacia de Polícia, em Gama.