Medalhista olímpico ministra clínica de natação em Macapá – Correio Amapaense

Medalhista olímpico ministra clínica de natação em Macapá

Evento faz parte do projeto “Clínicas Brasil Afora”, da CBDA, para capacitação de treinadores das categorias de base.

 Foto: Rodolfo Santos / Sedel
Ricardo Prado veio ao Estado compartilhar experiências para que sejam aplicadas na natação amapaense

O medalhista olímpico e gerente-geral de esportes da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Ricardo Prado, está em Macapá, para dois dias de interação e ensinamentos com professores e atletas locais. A clínica faz parte do projeto de capacitação de treinadores das categorias de base, que é realizado em parceria com a Federação Internacional de Natação (FINA). O evento tem a coordenação da Federação Amapaense de Esportes Aquáticos (FAEA), com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desporto e Lazer (Sedel).

 

O curso está acontecendo desde quarta-feira, 31/10, com encerramento nesta quinta, 1 de novembro. As aulas teóricas acontecem em uma das salas da Escola Estadual Tiradentes, enquanto que as práticas, no Centro Didático Parque Aquático Capitão Euclides Rodrigues (Piscina Olímpica).

Perfil

Natural da cidade de Andradina, interior de São Paulo, nascido em 3 de janeiro de 1965, Ricardo Prado foi um fenômeno da natação mundial na década 1980. Em abril de 2017, assumiu o cargo de coordenador geral de esportes da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA).

Iniciou bastante jovem na natação, aos três anos de idade. Aos seis já treinava e competia regularmente e aos sete ganhou seu primeiro título nacional, nos 50 metros borboleta.

Estudou e treinou nos Estados Unidos, onde formou-se em Educação Física e em Economia com mestrado pela Universidade Metodista de Dallas, no Texas.

Em 1982, aos 17 anos, foi campeão mundial nos 400 metros medley, em Guayaquil, no Equador, batendo o recorde mundial.

Em 1984, nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, foi medalha de prata, perdendo para o canadense Alex Bauman, que também ficou com a melhor marca mundial.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Rodolfo Santos / Sedel

About the author

Related