O Delegado de Polícia Paulo Reyner Camargo Mousinho participou como um dos coautores da obra “Tratado Contemporâneo de Polícia Judiciária

0
36
DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO AMAPÁ PARTICIPA DA OBRA
Por: Assessoria de Comunicação

 

O Delegado de Polícia Paulo Reyner Camargo Mousinho participou como um dos coautores da obra “Tratado Contemporâneo de Polícia Judiciária – Vol. 2”, que apresenta, com esforço e arrojo, temas diversos relacionados a assuntos policiais criminais e correlatos contemporâneos de profundidade vertical e horizontal.

“É com muito prazer que divulgamos a obra, subscrita por Delegados de Polícia integrantes da Polícia Judiciária Civil do Estado de Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Piauí, Maranhão, da Polícia Federal e agora, com nossa participação, do Estado do Amapá. Fiquei honrado pelo convite para participar da obra, sobretudo por estar ladeado dos principais autores nacionais que estudam e escrevem sobre temas relacionados à investigação policial e ao Direito criminal”, afirmou o Delegado Paulo Reyner.

Os coautores são Paulo Reyner Camargo Mousinho, Joaquim Leitão Júnior, Bruno Lima Barcellos, Cláudio Álvares Sant’ana, Guilherme Berto Nascimento Fachinelli, Luiz Henrique Damasceno, Marcel Oliveira, Alesandro Gonçalves Barreto, Bruno Gilaberte, Cleopas Isaías Santos, Eduardo Luiz Santos Cabette, Francisco Sannini, Higor Vinicius Nogueira Jorge, Jaime Pimentel Júnior, Marcelo de Lima Lessa, Márcio Adriano Anselmo, Marcio Alberto Gomes Silva, Paulo Sumariva, Rafael Francisco Marcondes de Moraes, Raphael Zanon e Ruchester Marreiros Barbosa.

A obra aborda temas como:
1. Investigações Criminais Tecnológicas Aplicadas no Enfrentamento da Corrupção e correlatos;
2. Enfrentamento às organizações criminosas – o acordo de colaboração premiada depois do Pacote Anticrime;
3. A (in)aplicabilidade do Princípio da Insignificância aplicado pelo Delegado de Polícia; Infiltração Policial Digital;
4. Infiltração Policial Virtual, limites e aplicação;
5. A criminologia aplicada a Investigação Criminal;
6. Criptoativos e Investigação Criminal;
7. O crime de lavagem de capitais: sua relação com a corrupção e crimes de colarinho branco, sob a perspectiva da investigação criminal no inquérito policial;
8. A Polícia Judiciária como função essencial à Justiça;
9. A busca e apreensão domiciliar pelas Polícias Judiciárias e a necessidade de preservar a cadeia de custódia de todo elemento apreendido (arrecadado no local) de potencial interesse para a produção da prova pericial;
10. Ressonâncias da Lei nº 13.964/2019 na Investigação Policial;
11. A Arte de Buscar Evidências, em Meio Cibernético;
12. A apresentação espontânea diante da nova lei de abuso de autoridade e requisitos da prisão em flagrante;
13. Recrutamento, formação técnica-profissional, gestão e doutrina de polícia judiciária;
14. Pacote Anticrime consolida a técnica de investigação de agente policial disfarçado e captação ambiental;
15. Justa causa constitucionalmente embrionária e reserva de jurisdição;
16. A fase extraprocessual da persecução penal com abordagem da indispensabilidade do inquérito policial para propositura da ação penal;
17. Inquérito Policial como instrumento de efetivação do direito fundamental a um governo probo, nos casos de autoridades com prerrogativa de função;
18. O Direito ao contraditório diferido no Inquérito Policial;
19. Decisão de indiciamento na investigação criminal;
20. Os efeitos do arquivamento do inquérito policial perante o novo Pacote Anticrime;
21. COVID-19 com as repercussões criminais e atividade de polícia judiciária e entre outros temas instigantes em voga.

Você, enquanto leitor(a) ávido(a) pelo conhecimento na esfera policial e jurídica, sinta-se convidado(a) para se deleitar mais uma vez nas temáticas contemporâneas de polícia judiciária abordadas nesta obra.

Para saber mais sobre a obra, clique aqui.