O Núcleo de Produção Digital Equinócio (NPD) é inaugurado – Correio Amapaense

O Núcleo de Produção Digital Equinócio (NPD) é inaugurado

O Núcleo de Produção Digital Equinócio (NPD) é um sonho dos profissionais do audiovisual amapaense, que se concretizou nesta segunda-feira, 23. O espaço, dotado de equipamentos de última geração, coordenado por profissionais gabaritados no cenário local, e com a oferta de capacitações gratuitas, vai fomentar, fortalecer e aperfeiçoar tanto os profissionais que já atuam na área, quanto os que desejam iniciar no segmento.

A solenidade de inauguração aconteceu no prédio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), presidida pelo governador do Amapá, Waldez Góes, com a presença de sua equipe de governo, representantes do governo federal, do segmento, da iniciativa privada e da sociedade em geral.

Iniciativa

O NPD Equinócio é uma realidade graças ao empenho do Governo do Amapá através das Secretarias de Estado da Cultura (Secult), da Educação (Seed), da Comunicação (Secom), junto à Secretaria do Audiovisual (SAV), do Ministério da Cultura. Também abraçaram a causa a Agência Nacional de Cinema (Ancine), o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Sebrae, além do deputado federal Cabuçú Borges, que também esteve presente no evento.

De acordo com a diretora do Centro Técnico do Audiovisual (CTAv) – vinculado à SAV-, Daniela Pfeiffer, além de aquisição de equipamentos, a Secretaria do Audiovisual dá todo o suporte técnico necessário durante e após a implantação do NPD. Ela pontuou que há 25 núcleos no país, sendo o NPD Equinócio o quinto da Região Norte, e parabenizou o empenho de todos os atores envolvidos para a consolidação desse projeto no Amapá.

“É muito bom prestigiar o início das atividades do NPD Equinócio, sobretudo, porque acompanhamos a batalha de dez anos para que isso se tornasse realidade. O nosso intuito, com esse projeto, é fazer com que haja produção, que sejam acessados recursos da SAV, e que os produtos audiovisuais circulem”, disse Daniela, pontuando que a secretaria já está desenvolvendo uma plataforma que irá proporcionar a interação entre os núcleos de todo o país e a divulgação dos conteúdos produzidos.

Para o governador Waldez Góes, o momento é de satisfação, sobretudo, porque o NPD Equinócio torna-se realidade ao mesmo tempo em que há produções sendo feitas no âmbito do 1º Edital de Produção Audiovisual do Amapá, que contempla 12 projetos e representa um grande incentivo à produção local, gerando mais de mil empregos entre diretos e indiretos.

Ele ainda considerou o grande potencial que a cultura, o povo e a natureza local possuem. “O Amapá tem uma diversidade cultural e ambiental muito grande, potencial forte para que histórias sejam registradas e contadas com produções que podem levar essa nossa realidade para além das fronteiras do Rio Amazonas, ganhando o Brasil e no mundo”, frisou Góes.

O chefe do Executivo estadual ainda enfatizou que as tratativas para o segundo Edital de Produção Audiovisual do Amapá já estão autorizadas. “O próximo edital contemplará recursos na ordem de R$ 12 milhões, ampliando as oportunidades, gerando mais emprego, renda, agregando valor à cultura local e aos costumes da nossa gente, desenvolvendo esse segmento promissor e o Estado como um todo”, acrescentou o governador.

Complementando a fala do governador, o secretário de Estado da Cultura, Dilson Borges, reforçou o compromisso do governo do Estado em fortalecer a cultura amapaense nas mais diversas frentes. “Estaremos sempre dispostos a dar todo o suporte necessário para o desenvolvimento da cultura no Amapá, nos seus mais diversos segmentos”, afirmou Borges.

Estrutura e capacitação

O NPD Equinócio está localizado no prédio do Sebrae, na Avenida Ernestino Borges – Centro. Além do Sebrae, o Sesc/AP também irá contribuir com espaço físico e suporte nas capacitações. São três ilhas de edição, equipamentos modernos, como câmeras 4k, lentes, equipamentos de iluminação e áudio, além de computadores e softwares de edição, que, a princípio, foram fornecidos de forma provisória e, somente após dois anos de atividade, poderão ser doados em definitivo ao Estado, mediante avaliação da SAV quanto ao desempenho das produções.

A estrutura será oferecida gratuitamente para o aperfeiçoamento do segmento de audiovisual, formando profissionais de produção, roteiristas, diretores e editores de áudio e vídeo. Cursos do MedioTec voltados para o audiovisual também serão implementados no NPD, ampliando as oportunidades para os jovens que têm interesse em atuar na área, como é o caso de Alex Ferreira, 17 anos, aluno do curso de comunicação visual do MedioTec, que prestigiou e comemorou inauguração do núcleo.

“Estou me identificando com a grade do curso de Comunicação Visual e vejo no NPD a oportunidade de me aprofundar ainda mais nesse universo, que é o que pretendo seguir na vida. O curso de sonorização, por exemplo, me desperta muito interesse”, registrou Alex.

A coordenadora do NPD, Ana Vidigal, empossada pelo governador durante a solenidade desta segunda-feira, junto aos membros do Comitê Gestor do Núcleo, anunciou que o primeiro curso do núcleo Equinócio será de roteiro, e deve iniciar em 2 de maio. Posterior à ele, virão os cursos de animação, fotografia e sonorização. Os responsáveis pelas capacitações serão os técnicos do Centro Técnico Audiovisual e do Centro Audiovisual Norte-Nordeste (CANNE).

“Sem o apoio do governo e de todos os parceiros, a luta do segmento não seria forte o suficiente para tornar esse sonho realidade. O NPD é uma grande vitória, que chega com o desafio de trazer para o Amapá a nossa TV Cultura e também vislumbrar um curso superior de cinema no Amapá”, frisou Ana Vidigal.

Na ocasião, houve assinatura do Termo de Cooperação Técnica para implantação do NPD-Equinócio, pelo governador Waldez Góes, representantes da Secult, Secom, Seed, Sebrae e Sesc. O governador também empossou o Conselho Gestor, composto por representantes do segmento, Secom, Secult, Seed, Sesc e Sebrae.

Fomento ao empreendedorismo

Para o secretário de Estado da Comunicação e membro do conselho gestor, Gilberto Ubaiara, o NPD Equinócio também abre precedentes para o crescimento de empresas voltadas ao audiovisual no Amapá, e o governo já se articula nesse sentido.

“O núcleo vem para transformar toda a cultura existente do audiovisual amapaense, torná-la organizada, gerar bons produtos, tanto de televisão, quanto de internet, de animação. Com a produção que será gerada, já podemos em utilizar o nosso Centro de encubação  para agregar empresas do setor audiovisual, fortalecendo tanto elas quanto os projetos locais”, enfatizou Ubaiara.

O diretor-superintendente do Sebrae, João Carlos Alvarenga, afirmou que a instituição vê no segmento um grande potencial empreendedor. “Temos nesse setor pessoas engajadas em articular e conquistar, temos enorme potencial cultural e econômico, além de gestores comprometidos com a causa. O Sebrae sempre estará engajado e disposto a contribuir onde haja visão e potencial empreendedor, por isso, somamos forças com esse projeto”, salientou Alvarenga.

Seminário

A programação de lançamento do NPD Equinócio prossegue até 25 de abril. Nesta terça-feira, 24, será ministrado o seminário “As Políticas da SAV/CTAV e Ancine para o desenvolvimento do audiovisual”, que conta com palestra da diretora do CTAV e também com rodadas de reuniões para assertivas entre os parceiros, com o intuito de debater o desenvolvimento de políticas públicas para o audiovisual amapaense.

GALERIA DE FOTOS

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION