Pagamento da segunda parcela do 13º salário aquece comércio amapaense

0
2
Foram injetados cerca de R$ 49 milhões na economia local. A Fecomércio estima um incremento de 3% a 6% de acréscimo real no consumo, neste período.
Por: Nathacha Dantas

 

 Foto: Phillippe Gomes
O reflexo da injeção financeira do 13º salário do funcionalismo público pode ser visto nas lojas do centro comercial e dos shoppings de Macapá.

O pagamento do 13° do funcionalismo público, efetuado na última quinta-feira, 20, trouxe a esperança de aumento nas vendas do comércio amapaense. Com o pagamento foram injetados cerca de R$ 49 milhões na economia local. O reflexo disso pode ser visto nas lojas do centro comercial e dos shoppings de Macapá.

O casal de policiais militares, Jorge Cavaleiro e Rosângela Nunes, aproveitou para ir às compras com os filhos Jorge Alex, 16, Jorge Caetano, 4,e João Pedro 5 anos. “Somando ao valor do décimo podemos gastar mais”, descontrai Jorge.

A esposa Rosângela conta que foi ajudá-los a escolher o look para a comemoração natalina. “Nesse período sempre gastamos mais com roupas e calçados e depois com a preparação da ceia de natal, que reuni toda a família em uma mesa de amor”, define.

Para não deixar para a última hora, gestora ambiental, Aquila Braga, encarou a movimentação do comércio ao lado dos filhos Edmundo, 14, Paulo, 13 anos, e o pequeno Davi de seis meses. “Chegamos aqui por volta das 16h e praticamente já compramos roupas e sapatos para todos, só falta a do bebê. Nossa confraternização será discreta, em casa com família, por isso compramos peças bem casuais”, justifica. Sobre os valores, ela diz que sempre pesquisa e compra os itens mais em conta.

Nas vitrines da maioria das lojas, estão bem visíveis anúncios de promoções e outros que alertam sobre o funcionamento, que irá se estender até nesse domingo, 23. No fim de semana que antecede o Natal, as lojas estão funcionando até mais tarde.

A comerciante Rute Martins disse que as vendas estão acima do pico neste mês. Ela é proprietária de uma loja de bijus com preço tabelado e já fez uma nova encomenda de produtos. “Esse ano as vendas estão melhores que o ano passado. Meu estoque já acabou e terei que repor para a o segundo momento após o Natal. A renda superou minhas expectativas”, comemora.

De acordo com o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Amapá (Fecomércio/AP), Eliezir Viterbino, a Pesquisa de Intenção de Compras para o Natal de 2018, realizada no mês anterior, com consumidores da capital amapaense, aponta que o comércio da cidade vai movimentar nesse mês de dezembro valores em torno de R$ 20 milhões.

Parte do recurso vai para os segmentos de material de construção, móveis e eletrodomésticos. A maior parte do montante deverá gasto em itens como brinquedos (43%); vestuário (28%); calçados, bolsas e carteiras (18%); perfumaria (15%); e eletrônicos (13%), que compõem a linha de presentes

“O pagamento da segunda parcela do 13º contribui consideravelmente com esses números positivos e serve de estímulo para o consumidor e o comerciante. Vender produtos gera dignidade, emprego, renda e satisfação. O comércio é auto motivado. Nessa época, os empresários estão otimistas e investem nas vitrines, estoques, treinamento de equipes, contratação de pessoal e fazem promoções, pois a clientela precisa ser atraída a esse ambiente”, explica.

A pesquisa mostra ainda que a cada dez pessoas, sete irão realizar compras durante as festas de fim de ano, o que representa 74% dos consumidores amapaenses.

“Estima-se um incremento de 3% a 6% de acréscimo real no consumo, em relação ao ano passado. São números bastante positivos e os empresários do comércio estão otimistas e apostam em vendas melhores que o ano anterior”, conclui Viterbino.

Funcionamento do comércio

Quem ainda não teve tempo de ir às compras em dias mais tranquilos, terá a chance de fazê-las na última hora. O comércio está com horário diferenciado durante o mês de dezembro, conforme acordo durante Convenção Coletiva de Trabalho entre os sindicatos patronais e laborais e a Fecomércio/AP.

As empresas dos ramos de materiais de escritório e papelaria, lojas, perfumaria, móveis e eletrodomésticos poderão funcionar de segunda a domingo de 8h às 22h. Sendo que nos dias 24 e 31 de dezembro, o funcionamento poderá ser das 8h às 21h. As empresas de varejo de calçados tem a opção de funcionar de 8h às 22h nos dias 24, 28 e 31 de dezembro.

Já as empresas de varejo de gêneros alimentícios poderão funcionar nos dias 24 e 31 de dezembro de 7h às 20h.

Nos shoppings, as empresas dos ramos de materiais de escritório, papelaria, móveis, eletrodomésticos, calçados e lojas poderão funcionar no horário de 10h às 23h. Nos dias 24 e 31 de dezembro, estes estabelecimentos poderão funcionar de 10h às 21h.

Os únicos dias em que o comércio não vai funcionar são: 25 de dezembro (Natal) e 1º de janeiro (Confraternização Universal). A exceção será para farmácias, bares, hotéis, restaurantes e similares, por se enquadrarem nas atividades econômicas essenciais e de utilidade pública.

GALERIA DE FOTOS
 Créditos:Philippe Gomes


Warning: require(/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper): failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532

Fatal error: require(): Failed opening required '/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper/' (include_path='.:/usr/share/pear7:/usr/share/php7') in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532
Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.