Pelo terceiro ano consecutivo, Papão está na final do Campeonato Paraense – Correio Amapaense

Pelo terceiro ano consecutivo, Papão está na final do Campeonato Paraense

Foi dramático. Foi difícil. Foi com o coração. Em uma partida eletrizante disputada o Estádio da Curuzu, que mais uma vez se transformou em um verdadeiro caldeirão, a equipe de futebol profissional do Paysandu Sport Club lutou até o último minuto para derrotar o Bragantino por 2 a 0, no tempo normal, depois por 4 a 2, nos pênaltis, e garantir sua classificação pelo terceiro ano consecutivo rumo à final do Campeonato Paraense.

No geral, o primeiro tempo foi de ataque bicolor contra defesa bragantina, que tentou de todas as formas escapar da pressão dos donos da casa. Sempre empurrado pelo torcedor, em vários momentos do confronto, o Paysandu chegou a ficar com todos os dez jogadores de linha no campo ofensivo, para encurralar o adversário. Depois de tanto insistir, o Lobo foi premiado aos 43 minutos. Ao perceber que Moisés passava por trás dos zagueiros, Nando Carandina lançou para o camisa 9, que foi derrubado na grande área. Em cima do lance, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Cassiano fez a Fiel explodir. Quatro minutos depois, Walter recebeu lançamento de Danilo Pires, dominou no peito e bateu cruzado. No meio do caminho, Diego Ivo desviou para o fundo das redes.

Walter converteu a última cobrança de pênalti para os bicolores

Na etapa final, o Papão partiu em busca do terceiro gol desde o recomeço da partida, com a maioria das jogadas pelas laterais. Aos 21 minutos, o Bragantino conseguiu um pênalti. João Leonardo foi para a cobrança, mas a bola parou nos braços de Marcão.

Passado o susto, os donos da casa seguiram atrás de ampliar a vantagem. Walter, Cassiano e Fábio Matos levaram perigo ao goleiro Deco Jr, que salvou os visitantes e conseguiu segurar o resultado até o apito final. Na decisão, o Papão vai enfrentar o classificado da outra semifinal, entre Clube do Remo e São Raimundo.

Na disputa por pênaltis, Cassiano, Mike, Mateus Müller e Walter fizeram os gols do Papão. Keoma e Serafim balançaram as redes a favor do Tubarão, mas Marcão defendeu a cobrança de Gabriel e Paulo de Tarcio parou no travessão. Ao final do duelo, a Fiel fez a festa no caldeirão bicolor.

O goleiro Marcão defendeu uma cobrança no tempo normal e outra na disuta por pênaltis

Na próxima terça-feira (27), o Paysandu recebe o Manaus-AM, no Estádio da Curuzu, pela partida de ida da semifinal da Copa Verde.

FICHA TÉCNICA

Paysandu (4) 2×0 (2) Bragantino

Data: 24/03/2018

Hora: 18h

Local: Estádio da Curuzu, em Belém (PA)

Renda: R$ 155.095,00

Público: 4.463 (pagantes); 3.000 (sócios bicolores); 1.259 (credenciados); 8.722 (total)

Árbitro: Gustavo Ramos Melo

Assistentes: Rafael Ferreira Vieira e Bárbara Roberta Costa Loiola

Cartões amarelos: Maicon Silva, Edimar, Nando Carandina (P); Eneilson, Romário, PC Timborana, João Leonardo (B)

Paysandu: Marcão; Maicon Silva, Edimar, Diego Ivo (Fernando Timbó) e Nando Carandina; Cáceres, Danilo Pires (Fábio Matos) e Walter; Moisés (Mateus Müller), Mike e Cassiano. Técnico: Dado Cavalcanti.

Bragantino: Deco Jr; Serafim, Romário, Gabriel Gonçalves e PC Timborana; Keoma, Paulo de Tarcio, Enelison e Felipe Maracanã (João Leonardo); Pecel (Marcelo Maciel) e Romarinho (Mauro Ajuruteua). Técnico: Artur Oliveira.

Texto: Jorge Luís Totti
Imagem: Fernando Torres

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION