PF investiga irregularidades em campanha eleitoral no Mazagão/AP

0
295

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (11/11), a
Operação Pão e Circo, para apurar irregularidades em processo licitatório com
objetivo de angariar votos para o pleito eleitoral 2020, em Mazagão, no Amapá.
Na ação, resultado de trabalho em conjunto com o Ministério Público Eleitoral da
5ª Zona Eleitoral de Mazagão/AP, cerca de 16 policiais federais dão cumprimento
a cinco mandados de busca e apreensão em Mazagão/AP.
Segundo as investigações, baseadas em denúncia popular recebida dos canais
disponibilizados para crimes eleitorais, apurou-se possível esquema relacionando
a distribuições de cestas básicas às famílias carentes, em virtude da Covid-19,
adquiridas por meio de processo licitatório no valor de R$ 641 mil, com a
solicitação de votos para candidato às eleições municipais de 2020.
Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos
crimes de desvio de verbas públicas, fraude à licitação e corrupção eleitoral. Se
condenados, poderão cumprir pena de até 25 anos de reclusão.
*Pão e Circo foi uma política desenvolvida durante a República Romana e o Império Romano, criada como uma medida de
manipulação de massas, onde a aristocracia incentivava a plebe de certa forma a ficar desinteressada em política e dar
atenção somente para prazeres como a comida, através do pão, e o divertimento, retratado pelo circo.
Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá