Plantão policial – Correio Amapaense

Plantão policial

DETENTO É ENCONTRADO MORTO NO IAPEN
A POLITEC de Macapá foi acionada logo cedo da manhã desta quarta-feira (2) a fim de fazer a remoção do corpo de JORDAN NASCIMENTO DOS SANTOS (35), que foi encontrado morto na cela dele.  A POLITEC fez a remoção para o IML, cuja necropsia atestou a morte por causa natural.

ASSALTO RENDE 16 MIL PARA OS ASSALTANTES

Foi no início da tarde desta quarta-feira (2) que aconteceu mais um audacioso assalto. Desta vez a vítima foi uma mulher que portava em sua bolsa a quantia de 16 mil reais, da empresa que ela trabalha, e que iria depositar no Banco do Brasil, no Pacoval. Só que, antes dela entra na agência, foi rendida por dois elementos que estavam armados com arma de fogo e de moto. Os assaltantes sob ameça de morte tomaram todo o dinheiro da vítima. Segundo uma testemunha, que ainda seguiu a dupla, eles fugiram no rumo do bairro Perpetuo Socorro. Até o momento eles não foram presos.

TRIO ASSALTA REVENDEDORA DE CARROS

Esse assalto aconteceu por volta das 03h30min da tarde desta quarta-feira (2), na Rodovia Duca Serra, em uma locadora de veículos que fica próximo a Lagoa dos Índios, e foi praticado por três elementos armados com arma de fogo, os quais conseguiram roubar três carros, sendo que dois fugiram no rumo de Santana e um no rumo de Macapá. O certo é que até às 110h0min da noite, nenhum carro havia sido recuperado.

ESTELIONATÁRIO ACUSADO DE APLICAR GOLPES DE MAIS DE 50 MIL EM BANCO DA CAPITAL

Duas vítimas desse golpe, já foram identificadas pela polícia. Uma delas entregou ao golpista um cheque de 475 reais, que teve valor alterado para 49.950 mil reais.
Os policiais da 6ª DP de Macapá já estão no circuito e identificaram através da carteira de identidade, um charlatão suspeito de praticar vários crimes de estelionato. A polícia avalia que o prejuízo chega a mais de 50 mil reais. Ele abordava as pessoas em filas de bancos e se oferecia para trocar cheques no mesmo valor, alegando ter que pagar um boleto bancário e precisava ficar na fila do caixa. De posse do cheque, ele alterava o valor e sacava a quantia no caixa da agência. Pelo menos duas pessoas foram vítimas dele. A outra vítima entregou um cheque no valor de 450 reais, que foi alterado para 23 mil reais. O gerente do banco desconfiou e entrou em contato com o titular do cheque, que negou haver emitido o valor. O acusado temendo ser preso, evadiu-se do local, deixando a identidade falsa, mas que os policiais descobriam ser a fotografia verdadeira. A polícia suspeita que ele tenha se mandado para o rio Grande do Norte, origem dele.

About the author

Related