Polícia Federal do Amapá combate fraudes contra o INSS

0
449

Macapá/AP. A PF deflagrou na manhã desta quinta-feira, 09/09, a segunda fase da
Operação Anagrama* para reprimir fraude no benefício de amparo social ao idoso, que
é concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
Policiais federais cumpriram três mandados de busca e apreensão, nas residências de
suspeitos de participarem do esquema, nas cidades de Ananindeua e Breves – ambas no
estado do Pará.
A ação de hoje é um desdobramento da primeira fase da Anagrama, realizada em 2017.
Naquele ano, foram cumpridos mandados de prisão e de busca contra pessoas que
fraudavam benefícios sociais.
De acordo com as investigações, indivíduos se utilizavam de documentos falsos para
“criar” beneficiários fictícios, com o intuito de solicitar pagamento junto aos cofres
públicos. O mesmo grupo ainda falseava documentos para continuar recebendo do INSS
ainda que o pagamento já estivesse cessado, pois alguns desses valores são pagos
temporariamente aos segurados.
Os envolvidos poderão responder, na medida de suas participações, pelos crimes de
falsidade de documento público; falsidade ideológica; e estelionato majorado. A pena
para esses delitos chega a 17 anos de reclusão.
*Anagrama significa jogo de palavras, ou seja, criar uma palavra nova a partir de uma já
existente, apenas mudando as letras de lugar. Os investigados juntavam e combinavam
nomes, datas de nascimento, endereços, etc. para forjar benefícios.

 

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui