Polícia Federal prende quatro madeireiros clandestinos no Amapá

0
962

Macapá/AP. A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira, dia 30/09, mais uma
fiscalização em madeireiras que funcionam ilegalmente no município de Laranjal do
Jari/AP, sul do estado do Amapá.
A ação, chamada Floresta em Pé soma-se às operações Cajari I e II, deflagradas em 2016
e 2020, teve como alvos locais que armazenam e beneficiam madeira sem a devida
autorização ou mesmo comprovação de origem. Além da Polícia Federal, a Polícia
Rodoviária Federal e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) participaram da
fiscalização.
Quatro pessoas foram presas em flagrante pela prática de crimes previstos na Lei de
Crimes Ambientais, uma vez que, entre outras irregularidades, estocavam e expunham
à venda madeira sem a procedência legal. Além disso, esses indivíduos incidiram no
crime de receptação, pois tinham consigo bens sobre os quais não comprovaram a
procedência lícita.
Três madeireiras tiveram suas atividades embargadas e houve apreensão de cerca de
217 metros cúbicos de madeira.
Os envolvidos foram encaminhados para a Superintendência Regional da Polícia Federal
em Macapá para realização dos procedimentos de praxe em casos de prisão em
flagrante. NA sequência, serão encaminhados ao Instituto de Administração
Penitenciária do Amapá, onde permanecerão à disposição da Justiça.
As penas somadas, em caso condenação, podem chegar a nove anos e seis meses de
reclusão, além do pagamento de multas.

 

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui