Profissão de mediador e conciliador será regulamentada no Amapá – Correio Amapaense

Profissão de mediador e conciliador será regulamentada no Amapá

11

A atividade profissional de mediador e conciliador será regulamentada no estado do Amapá. O Projeto de Lei nº ?033/2018?, que tramita na Assembleia Legislativa e é de autoria do deputado Pedro DaLua, versa sobre a regulamentação das atividades dos mediadores e conciliadores extrajudiciais, importantes colaboradores que ?desafogam? o poder Judiciário do Amapá.

“Essas atuações profissionais, buscando a autocomposição de conflitos, objetiva, em última instância, a pacificação social. Afinal, mediar e conciliar são processos de facilitação do diálogo entre as partes de uma disputa, ao oferecer às partes o auxílio de um profissional especializado que atua com boa-fé, de forma neutra, imparcial e confidencial para promover a autonomia e o entendimento entre os envolvidos”, explica o parlamentar.

São inúmeras as áreas sociais em que os mediadores e os conciliadores podem atuar para beneficiar o consenso entre as partes. Desde questões familiares (buscando soluções quanto ao término da relação conjugal, guarda de filhos, pensão e divisão de bens), passando por mediação escolar (casos envolvendo briga de alunos, bullying, agressões e indisciplina), a casos de mediação comunitária (como no auxílio aos vizinhos que precisam aprender a conversar, buscando, com isso, acessar um entendimento), verifica-se que a atuação do mediador e do conciliador é necessária para a facilitação do trato entre as partes.

“É um fato indiscutível que, nos próximos anos, as atividades de Conciliador e de Mediador se tornarão numa nova profissão, que será exercida por pessoa cujo perfil precisa contar com certas habilidades como a escuta, a sensibilidade e o domínio de conhecimentos no campo específico estudado para alcançar tais objetivos”, defende.

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION