Promotoria de Defesa da Educação realiza inspeção extraordinária no Centro de Educação Profissional de Música Walkíria Lima

0
15

 

WhatsApp Image 2018 10 29 at 16.02.58 2WhatsApp Image 2018 10 29 at 16.02.58WhatsApp Image 2018 10 29 at 16.02.59

Durante inspeção realizada pela equipe da Promotoria de Defesa da Educação (PJDE) do Ministério Público do Amapá (MP-AP), na última sexta-feira (26), constatou-sealguns problemas no Centro de Educação Profissional de Música Walkíria Lima, como a ausência de acessibilidade no prédio e calor excessivo nos corredores dos andares superiores. A inspeção é fruto de denúncias feitas e levadas até a PJDE, nas quais os queixantes elucidam problemas na escola recém-inaugurada.

 

De acordo com o titular da PJDE, Roberto da Silva Alvares, a denúncia recebida reportava que o elevador só teria funcionado nas duas primeiras semanas, o que estaria prejudicando a acessibilidade dos alunos com deficiência e dos demais usuários dos serviços do Centro. “Temos relatos referentes a aluno cadeirante que não está mais frequentando o Centro, em razão das salas de aulas figurarem nos andares superiores (3º e 4º) pisos, o que, com o elevador inativo, dificulta sobremaneira a mobilidade. O prédio não possui rampa e mães com crianças de colo se veem obrigadas a subir muitos lances de escada. Alguns alunos trazem seus instrumentos, sendo alguns bastante pesados, arrastando-os pelas escadas, a exemplo dos violoncelos. Indaga-se: como um prédio recém-inaugurado (inauguração em julho de 2018, e que começou a funcionar em agosto), apresenta deficiências tão primárias!?”

Outros problemas seriam a falta de redes de proteções nos “parapeitos” internos, ausência de sinal de internet, bem como de corrimãos numa das laterais da escada.

Contudo, em conversa com a Engenheira Paloma Mont’Alverne, constatou-se que existe um projeto básico de manutenção do elevador do prédio, e que o valor figura em torno de 1.200,00 (Um mil e duzentos reais) mensais e, mais, que a empresa de manutenção está em fase de enviar documentos para o fim de elaboração e assinatura de contrato de prestação de tais serviços junto à Secretária de Estado da Educação (SEED). Asseverou, ademais, que o prazo para o reinício do funcionamento regular, irá ocorrer em 15(quinze) dias.

 

“Verificamos que a Escola de música Walkíria Lima tem um espaço extraordinário para o atendimento de sua clientela. Desse modo, não se pode ignorar todas as melhorias agregadas a esse novíssimo ambiente musical amapaense. E, como já ponderamos, antes, é inconcebível que a integridade física dos alunos, profissionais da educação e comunidade em geral (crianças, adolescentes e adultos), seja posta em risco iminente, conforme se testemunha aqui. Por isso, fazemos esse alerta, com cunho de caráter contributivo e imediatista”, finalizou Roberto Alvares.


Warning: require(/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper): failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532

Fatal error: require(): Failed opening required '/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper/' (include_path='.:/usr/share/pear7:/usr/share/php7') in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532
Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.