Brasileiros e franceses aprimoram cooperação técnica durante Semana de Saúde na Fronteira – Correio Amapaense

Brasileiros e franceses aprimoram cooperação técnica durante Semana de Saúde na Fronteira

Cooperação faz parte agenda binacional que propõe discutir temas de relevância no campo da saúde e atendimento de urgência e emergência.

 

 Foto: André Rodrigues/Sesa
Abertura do evento ocorreu no Fórum da Comarca de Oiapoque; encerramento será na cidade de Saint Georges

A Semana de Saúde na Fronteira iniciou suas atividades no extremo norte do Amapá, com temas de extrema relevância para a população. Pois estabeleceu os principais problemas que existem nessa área de fronteira, como Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST’S), controle e diagnóstico das principais doenças vetoriais e visita técnica de médicos e autoridades da Guiana Francesa nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Hospital Estadual de Oiapoque.

A cerimônia de abertura aconteceu na terça-feira, 26, no auditório do Fórum da Comarca de Oiapoque e contou com a presença de autoridades brasileiras e francesas. Antes da solenidade, gestores e técnicos da saúde do Estado, da Prefeitura de Oiapoque e da Guiana Francesa, pontuaram as principais dificuldades no atendimento de urgência e emergência na fronteira e saúde das mulheres grávidas visando aprimorar a cooperação técnica. O objetivo foi estabelecer um protocolo de comunicação médica e o transporte de urgência e emergência na fronteira.

O diretor da Agencia Regional de Saúde da Guiana Francesa, Jacques Cartiaux, considerou importante que o protocolo seja executado para que haja melhor comunicação entre os países e, assim, os profissionais possam trabalhar em parceria para propor um atendimento de qualidade para a população de Oiapoque e Saint Georges.

“A vida não tem fronteira. Através desse evento podemos estabelecer um vínculo de comunicação entre os países, a partir dos assuntos que serão debatidos em palestras e oficinas. E a assinatura desse termo de compromisso propõe fazer a transferência de pacientes de ambos os lados da fronteira de maneira ética, mantendo a qualidade na prestação de serviços e preservando a vida humana”, evidenciou Jacques Cartiaux.

O secretário adjunto de Gestão da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Paulo Távora, definiu a cooperação bilateral entre Brasil e Guiana Francesa, como um desafio. Daí a necessidade da realização dessas atividades.

“Todos os temas que estão sendo abordados na Semana de Saúde da Fronteira envolve um trabalho minucioso entre os países para que, assim, posamos traçar mais projetos que melhorem a comunicação entre os profissionais de saúde, que fazem atendimento de urgência e emergência no Hospital de Oiapoque e no Centro de Saúde de Saint Georges. Tudo para melhorar a cooperação técnica e a integração dos serviços de saúde na fronteira” reforça Paulo Távora.

O evento segue um cronograma de atividades que serão realizadas em Oiapoque e Saint Georges, como oficinas a respeito de doenças vetoriais, ação de saúde como teste rápido de HIV, sífilis e hepatite, distribuição de preservativos e materiais educativos. Também haverá uma oficina para apresentar as diferenças e estruturas dos serviços de vigilância em saúde.

O evento anual faz parte do acordo de cooperação técnico-cientifica firmado entre os governos brasileiro e francês, com foco na atenção às populações da zona de fronteira. A semana de Saúde na Fronteira encerrará na sexta-feira, 29, na cidade de Saint Georges com a assinatura do protocolo de comunicação médica e o transporte de urgência e emergência dos pacientes da fronteira.

About the author

Related