Revitalizado, Centro de Tratamento de Queimados do HE recebe novos leitos

0
1
Centro é a única referência no tratamento de queimados no AP. Modernização, climatização e troca de leitos contribui para a melhoria no tratamento dos pacientes

 

 Foto: André Rodrigues
Quadro clínico dos pacientes vítimas de queimadura requer um ambiente bem estruturado para o tratamento

O governo do Estado finalizou a revitalização do Centro de Tratamentos de Queimados (CTQ), do Hospital de Emergência (HE), que é a única referência pública e privada, na assistência a vítimas de ferimentos por altas temperaturas – choques, líquidos aquecidos, inflamáveis, entre outros. A unidade passou por modernização estrutural, que incluiu desde a implantação de sete novos leitos, até a climatização de todo o ambiente, com o objetivo de ofertar a melhoria contínua do serviço aos pacientes que necessitam do atendimento.

De acordo com o diretor do HE, Waldir Bittencourt, o paciente, quando sofre uma queimadura, fica mais vulnerável a desencadear infecções, por isso, a necessidade de ofertar um espaço cuidadosamente planejado e separado dos demais agravos. “Essas melhorias estruturais refletem muito na qualidade do atendimento e na recuperação do paciente, principalmente aqueles que ficam em situações mais graves, permanecendo por semanas internados”, comentou o diretor.

São diversas as causas de queimaduras, que podem ser ocasionadas por explosões, líquidos superaquecidos como água ou café, e também em contato direto com a chama, considerado o tipo mais grave entre os casos que dão entrada no HE. As queimaduras com maior volume de atendimento são as de segundo grau, que são lesões parciais na pele e têm como sintomas vermelhidão e bolhas no local.

As crianças representam a maior parte das vítimas dentro das estatísticas, 65%. Além disso, o CTQ recebe uma expressiva demanda de mulheres vítimas de escalpelamentos (acidente provocado pelo eixo do motor de embarcações) que necessitam de um cuidado de curativo e maior recuperação.

O autônomo Edvaldo Oliveira da Silva, 43 anos, sofreu queimadura por um acidente de carro, e está sob os cuidados no CTQ desde o início de abril. Ele avalia o atendimento do novo espaço como confortável e climatizado, o que lhe ajudou na evolução do quadro clínico. “Estou recebendo um atendimento muito acolhedor dos médicos e enfermeiros, e o ambiente tem contribuído muito com a minha recuperação”, comemorou Oliveira.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui