Secult inicia curso de designer em madeira no Sambódromo

0
3
Secult inicia curso de designer em madeira no Sambódromo
Serão dois meses de curso que pretende formar 30 novos profissionais para o mercado local.

Por: Ailton Leite

 

 Foto: André Rodrigues / Sesa
Participantes do curso aprendem como transformar pedaços de madeira que seriam descartados em verdadeiras obras de arte

Aprender a esculpir em madeira e ganhar dinheiro com essa arte é o que 15 alunos buscam ao iniciar, nesta segunda-feira, 4, o curso de arte em designer em madeira, oferecido pelo Centro de Expressões Artísticas e Culturais Sambódromo, ligado à Secretaria de Estado de Cultura (Secult).

Voltado para 30 alunos, divididos em duas, manhã e tarde, o curso tem carga horária de 140 horas, com dois meses de duração e aulas em três dias da semana (segunda-feira, quarta-feira e sexta-feira).

De acordo com o idealizador do curso e diretor do Centro de Expressões Artísticas e Culturais, Reginaldo Silva, o objetivo é formar mão de obra qualificada para o mercado local. “O Estado possui grande carência de profissionais que trabalhem nesta área, que oferece boa remuneração pelos serviços realizados”, destacou Silva.

O curso arte em designer em madeira é um segmento ainda pouco difundido no Amapá. Segundo o diretor do Centro, no Estado, apenas duas pessoas desenvolvem trabalhos nesta área. “Dependendo do serviço, o profissional desta área pode ganhar uma renda de até R$ 600 por peça confeccionada”, frisou.

As aulas serão ministradas no Sambódromo e terão na grade disciplinas de ambientalismo e de empreendedorismo. Os alunos terão, ainda, aulas externas que serão realizadas no balneário de Fazendinha, onde poderão desenvolver o aprendizado em pedaços de madeira às margens do Rio Amazonas.

Segundo a coordenação do curso, ainda há vagas para a turma da manhã. Os interessados devem procurar o Centro de Expressões Artísticas e Culturais, no Sambódromo, localizado na Avenida Ivaldo Veras, bairro Jardim Marco Zero, em Macapá.