Seed celebra Dia Mundial do Autismo com palestra de conscientização

0
3
Palestra será realizada no dia 6 de abril, no auditório do Sebrae, em Macapá, e busca conscientizar sobre o autismo e a inclusão na sociedade.

O Dia Mundial do Autismo é comemorado no dia 2 de abril. A data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de dezembro de 2007, serve para combater preconceitos e alertar a população sobre a doença, que causa transtorno no desenvolvimento do cérebro, refletindo em dificuldades de linguagem, comunicação, interação e comportamento social. A OMS afirma que o autismo afeta uma a cada 160 crianças no mundo.

Em alusão à data, a Secretaria de Estado da Educação (Seed), por meio do Núcleo de Educação Especial, realizará na próxima sexta-feira, 6, das 8h às 12h, no auditório do Sebrae, em Macapá, a palestra com o tema “Azul é a cor do autismo e a cor do Amapá”. O evento, destinado a servidores da pasta, professores, acadêmicos e interessados, busca promover a conscientização e inclusão sobre a pessoa que está no espectro do autismo. A palestra será ministrada pela psicóloga Nelcirema da Silva Pureza, especialista em neuropsicologia e professora do Centro Educacional Raimundo Nonato Dias Rodrigues.

“A cor azul está relacionada ao autismo, pois afeta mais meninos do que meninas. Além da conscientização, nossa intenção é promover debates entre todos sobre formas de oferecer um pilar de apoio ao desenvolvimento e aprendizagem dos estudantes autistas, melhorando o ensino e a convivência escolar”, destacou Rubenita Teles, coordenadora do Núcleo de Educação Especial da Seed.

De acordo com o Censo Escolar de 2016, o Amapá possui 2.652 alunos matriculados na educação especial. Destes, 176 são autistas e estão inclusos na rede estadual de ensino, sendo que 16 deles são diagnosticados com Síndrome de Asperger, que é um estado do espectro autista. As matrículas predominam na capital amapaense, com 125 estudantes, e em Santana, com 31 alunos. Entretanto, escolas estaduais dos municípios de Amapá, Calçoene, Mazagão, Porto Grande, Laranjal do Jari, Cutias, Itaubal, Pracuuba e Serra do Navio também atendem esta demanda.

A rede estadual trabalha com políticas de atendimento educacional especializado aos alunos com deficiências, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação nas escolas públicas, e conta com aproximadamente 700 professores efetivos que atendem esses alunos nas unidades escolares e centros especializados. O Estado possui quatro centros especializados: Centro Educacional Raimundo Nonato Dias Rodrigues; Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual; Centro de Atendimento ao Surdo; e o Centro de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação.

Páscoa Azul

No dia 2 de abril, das 17h30 às 19h, o Centro Educacional Raimundo Nonato Dias Rodrigues fará uma comemoração em celebração ao Dia Mundial do Autismo, com brincadeiras, lanche, apresentação dos alunos e o acender das luzes azuis em frente ao prédio.

O centro Raimundo Nonato oferta capacitação em educação inclusiva para professores da rede pública, além de oferecer atendimento educacional especializado e atendimento clínico, apoio e acompanhamento para alunos com deficiências (intelectual, física, múltiplas, auditiva, paralisia cerebral, hidrocefalia, Síndrome de Down, outras síndromes, transtorno global do desenvolvimento e autismo).