Solenidade militar marca início do ano letivo na Escola Antônio Messias

0
1
Estudantes e professora discursaram sobre experiências positivas com a gestão compartilhada de ensino

 Foto: Márcio Pinheiro/Secom
Estudantes da Antônio Messias realizam formatura de início do ano letivo, solenidade militar foi presidida pelo governador Waldez Góes

O início do ano letivo na Escola Estadual Profº. Antônio Messias Gonçalves da Silva, localizada no bairro Zerão, na Zona Sul de Macapá, foi celebrado com a solenidade militar que reúne, além de estudantes matriculados no estabelecimento de ensino, pais de alunos e o corpo técnico do estabelecimento de ensino. A celebração já é tradicional nas escolas administradas no modelo da gestão compartilhada entre Secretaria de Estado da Educação (Seed) e Polícia Militar (PM-AP).

A solenidade, que ocorreu na tarde de sexta-feira, 2, na quadra poliesportiva da unidade, foi marcada por emoção e civismo. A solenidade foi presidida pelo governador do Amapá, Waldez Góes.

A escola Antônio Messias possui 1115 alunos matriculados para o ano letivo de 2018, do Ensino Fundamental II e Ensino Médio e, desde o ano passado, funciona com a gestão compartilhada, que além da base curricular comum, trabalha ações pedagógicas militares, abordando assuntos de ética, cidadania, respeito ao próximo, entre outros.

Este ano, o mesmo modelo de ensino será implantado na Escola Afonso Arinos, localizada em Santana.  O Acordo de Cooperação entre Seed e PM/AP foi assinado durante a cerimônia de formatura.

A aluna Thaís Cardoso da Silva, 19 anos, estuda na escola há oito anos e comentou, durante discurso emocionado, o quanto o ambiente melhorou e que construiu o sentimento de pertencimento a instituição, tornando-a seu segundo lar.  “Tudo mudou. Em 2018 irá fazer oito anos que estudo nesta escola e neste um ano e 14 dias que os militares estão aqui, vejo a melhoria no comportamento dos alunos , a organização e, acima de tudo, a responsabilidade, a ordem e a disciplina. Aqui me sinto em casa e com imenso orgulho de pertencer”, declarou a estudante.

A mesma opinião foi compartilhada pela professora de Língua Portuguesa Helena Neri. Ela acompanhou todo o processo implantação do modelo de ensino, as discussões com a comunidade local, as incertezas do corpo docente da instituição, até a aprovação do regime em audiência pública.   “Passado um ano, os sentimentos que tínhamos foram mudando. Ao invés de incerteza, agora temos a convicção que a gestão compartilhada foi uma escolha muito feliz. As exigências no início, as cobranças, talvez nunca vistas por esta comunidade, deram lugar aos frutos que estamos colhendo: uma escola bem cuidada e estruturada, profissionais valorizados e alunos disciplinados. Tenho certeza que todos nós temos orgulho de pertencer a essa escola”, afirmou.

Maria Luiza Castelo Gama, 14 anos, é aluna nova na escola. Ela tinha receio com o aspecto rígido do ensino militar, porém agora garante que se sente afortunada em estudar a 1ª série do Ensino Médio na Antônio Messias. “Quando a minha mãe me matriculou, fiquei um pouco preocupada com a rigidez que escola poderia ter. Mas depois vi que tive sorte em conseguir uma vaga tão disputada. A ordem e disciplina ajudam a aprendermos melhor os ensinamentos”, considera a estudante, ao lembrar que as vagas para a instituição acabaram em menos de 30 minutos durante a matrícula online.

O governador Waldez Góes e sua equipe de governo visitaram toda a escola Antônio Messias, conhecendo salas de aula, laboratórios, biblioteca, piscina e os projetos desenvolvidos na instituição. Na biblioteca, há o projeto Leitura e Cultura com ações integradas, que busca incentivar prática da leitura para melhorar o raciocínio, a escrita e ampliar o vocabulário. A escola trabalha, também, no contra turno, com escolinhas de luta olímpica, natação, handebol e xadrez.

Góes frisou que é preciso ousar e obter novas ideias, que possam continuar a melhorar os resultados educacionais. “Eu lembro das dúvidas, em 2016, sobre a implantação do ensino de gestão compartilhada militar. E hoje percebemos que os resultados são bastante positivos, fruto da dedicação de todos que estão envolvidos no processo. Também temos as escolas de ensino integral, o desenvolvimento das práticas restaurativas nas unidades escolares, e um regime de colaboração nos 16 municípios do Estado para fortalecer nossa educação”, exemplificou.

O comandante da PM, coronel Rodolfo Pereira, destacou que o sucesso e aprovação da gestão compartilhada de ensino militar só foram possíveis devido ao trabalho intenso de professores, militares, alunos e colaboradores. “Quero agradecer principalmente aos professores, totalmente envolvidos, empenhados para que nossos estudantes tenham uma excelente aprendizagem”, avaliou.

A secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, comentou sobre os desafios para obter o regime de gestão compartilhada em escolas estaduais. “Não é fácil fazer uma parceria desse nível dar tão certo. É um trabalho colaborativo que tem muitos desafios, mas nós passamos de maneira muito segura, com planejamento, organização, e muito respeito. Agora, o que tenho escutado são apenas experiências positivas, tanto na escola Antônio Messias, quanto na escola Risalva Freitas do Amaral, que possui gestão compartilhada com o Corpo de Bombeiros”.

Investimentos

Somente na escola Antônio Messias, a Seed investiu R$ 500 mil para tornar cada vez mais o ambiente escolar agradável, acolhedor e confortável. Desses, R$100 mil foram aplicados na  compra de 19 centrais de ar, deixando o espaço totalmente climatizado, e R$400 mil foram divididos em serviços de  manutenção elétrica com implantação de transformadores, predial com reparos no telhado, vedação e troca de forro, serviços no sistema hidrossanitário e aquisição de mobiliário. Em 2018, será disponibilizado um kit multimídia em cada sala de aula.

Caroline Mesquita

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui