Surto de doença de Chagas é confirmado no Amapá; 26 casos foram diagnosticados.

0
32

 

Registros foram feitos em Santana, Macapá e Laranjal do Jari. Superintendência de Vigilância da Saúde aumenta fiscalizações em amassadeiras de açaí para combater o surto.

Até o dia 24 de agosto foram confirmados 26 casos de doença de Chagas em três cidades do Amapá. Os diagnósticos são da Superintendência de Vigilância da Saúde (SVS) do estado, que fala em surto da doença no estado e atribui boa parte dos casos ao consumo de açaí infectado pelo contato ou fezes do inseto barbeiro.

Ente os casos registrados, 15 foram em Santana, a 17 quilômetros de Macapá. O município também foi o primeiro a confirmar novos casos da doença logo nos primeiros dias de agosto. Outras dez ocorrências da doença aconteceram na capital e uma em Laranjal do Jari.

“A SVS está trabalhando com as vigilâncias sanitárias de Macapá e Santana para que elas intensifiquem as fiscalizações nas batedeiras de açaí, para saber se esses locais estão adequados com as normas técnicas e oferecem um produto com margem de segurança aos consumidores”, disse Emanuel Bentes, diretor-executivo da SVS.

Para trabalhar na intensificação das fiscalizações a vigilância sanitária ganhou 50 novos agentes em Santana, enquanto a capital recebeu 150. Caso o estabelecimento não estiver adequado e oferecer mais perigos para a população, ele será notificado e poderá até ser fechado.

Entre os casos na capital, Bentes também chama a atenção que três dos dez diagnósticos aconteceram no conjunto habitacional Macapaba, na Zona Norte. Parte dos agentes que estão trabalhando na fiscalização estarão focados na região para evitar um surto localizado.

“Mesmo não sendo a única forma de contágio, grande parte dos casos estão relacionados ao consumo de açaí e é por isso que pedimos que os consumidores sejam mais criteriosos na compra do alimento, sempre buscando estabelecimentos confiáveis”, finalizou.

Transmissão
Entre as formas de transmissão mais comuns da doença está a oral, pela ingestão de alimento contaminado com os parasitas, no caso do Amapá. Outra forma de contágio é da mãe para o filho de forma congênita e também em transfusões de sangue.

Sintomas
Os doentes podem apresentar um quadro de febre constante, inicialmente elevada, diarreia, vômito, dores de cabeça e musculares. Casos complicados podem evoluir com manifestações cardíacas, além do comprometimento do fígado e baço.

FONTE> JN

Artigo anteriorHomem é executado no bairro Jesus de Nazaré
Próximo artigoPlantão Policial I
Avatar
No momento em que a mídia tradicional está desacreditada e o jornalismo convencional enfrenta uma crise ética nunca vista, o Correio Amapaense apresenta sua revista eletrônica que promete fazer a diferença no quesito informação. Trata-se de nós, Correio Amapaense, cujo objetivo é discutir de forma crítica os problemas do nosso Estado, Cidade e País.

Warning: require(/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper): failed to open stream: No such file or directory in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532

Fatal error: require(): Failed opening required '/home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-content/plugins/td-standard-pack/Newspaper/' (include_path='.:/usr/share/pear7:/usr/share/php7') in /home/storage/d/5f/28/correioamapaense4/public_html/wp-includes/comment-template.php on line 1532
Erro › WordPress

Há um erro crítico no seu site.

Aprenda mais sobre depuração no WordPress.