Toninho Drummond: Descanse em paz meu amigo – Correio Amapaense

Toninho Drummond: Descanse em paz meu amigo

O jornalista Toninho Drummond faleceu na madrugada deste sábado, aos 82 anos, em Brasília, cidade onde vivia. Mineiro de Araxá, o jornalista iniciou sua carreira como repórter do jornal Estado de Minasna década de 1960.
Segundo o site Memorial Globo, ele havia sido internado devido a uma infecção renal e a uma pneumonia e sofreu falência múltipla dos órgãos. O velório será realizado neste domingo no Cemitério Campo da Boa Esperança, em Brasília. O corpo será cremado na segunda-feira em Valparaíso, em Goiás, segundo a TV Globo.
Nascido Antonio Carlos Drummond, em 31 de janeiro de 1936, o jornalista foi para Belo Horizonte estudar direito. Durante a faculdade, porém, começou a trabalhar no Estado de Minas e abraçou a nova carreira. Após mudar-se para Brasília, trabalhou por 25 anos na direção da sucursal da Rede Globo na cidade, onde chegou ao cargo de diretor. O jornalista foi um dos responsáveis pela implantação do Bom Dia Brasil.
Durante sua trajetória profissional, Toninho participou da cobertura de grandes momentos da história do Brasil e do mundo, como a primeira eleição para presidente após a ditadura militar, em 1989; o impeachment de Fernando Collor de Mello e a guerra entre o Irã e o Iraque, na qual conseguiu negociar uma entrevista com Saddam Hussein, realizada por Ricardo Pereira. Ele estava aposentado desde 2012.
Amigos lamentam a morte de Toninho
 
Michel Temer: 
Meus pêsames pela morte do grande jornalista Toninho Drummond, expoente do jornalismo brasileiro que participou de coberturas importantes no País, sempre com profissionalismo e competência

About the author

Related

JOIN THE DISCUSSION