UNIFAP integra circuito de cinema sobre Direitos Humanos

0
25

A produtora MPC Filmes em parceira com o Instituto Cultura em Movimento – ICEM realiza nos dias 24 e 25 de Maio, na Universidade Federal do Amapá (Campus Marco Zero), o projeto Cinema em Movimento com a temática de Direitos Humanos.

Utilizando a ferramenta de audiovisual, o Cinema em Movimento, também será um para formação, a transformação social e a construção de uma consciência cidadã. Favorece ainda a veiculação e promoção de campanhas institucionais e a aplicação de pesquisas socioeconômicas formando assim um perfil socioeconômico do seu público.

Criado em 2000, o Cinema em Movimento é o maior projeto de difusão do cinema nacional no Brasil. O Circuito Universitário realizará sessões de exibição gratuita de filmes em universidades localizados nas 27 unidades da federação e em 2018 será financiado pelo Instituto Caixa Seguradora. Os filmes escolhidos para a edição desse ano são: Betinho – A Esperança Equilibrista, Humano – Uma Viagem pela Vida, e Nunca Me Sonharam.

Para o Jovem Embaixador da ONU e coordenador do projeto no Amapá, Felipe Paixão, o Circuito de Cinema tem como objetivo discutir os direitos humanos e à educação no Brasil.

“Mais do que uma simples exibição de filmes, o Cinema em Movimento é um espaço de ampla comunicabilidade, constituindo-se um eficaz instrumento de divulgação e multiplicação de mensagens. Além da exibição do filme, possibilita uma série de atividades culturais e sociais”, explicou Paixão.

Abertura do evento acontecerá no Anfiteatro da UNIFAP nesta quinta-feira, 24, às 18h.

Sobre os filmes:

Betinho – A Esperança Equilibrista (2015) de GloboNews Documentário

O filme aborda a vida do sociólogo e ativista Herbert de Souza, que nos anos 80 foi contaminado pelo HIV. Betinho narra a sua saga, entre depoimentos de amigos e parentes que nos revelam um personagem essencial na História do Brasil.

Humano – Uma Viagem pela Vida (2015) de Yann Arthus-Bertrand

Documentário explora todos os lados da humanidade percorrendo o mundo inteiro para entender a nossa verdadeira essência.

Nunca Me Sonharam (2017) de Cacau Rhoden

Os desafios do presente, as expectativas para o futuro e os sonhos de quem vive a realidade do ensino nas escolas públicas do Brasil. Estudantes, gestores, professores e especialistas discutem uma reflexão fundamental e urgente sobre o valor da educação.

(Reprodução)