Vestibular da Ueap para a Região dos Lagos registra mais de mil inscrições

0
1
Provas do processo seletivo ocorrerão no domingo, 27, no município de Amapá. O curso de engenharia agronômica recebeu 806 inscritos e o de matemática, 304.

 

 Foto: Maksuel Martins/Secom
Um dos locais de prova será a Escola Maria do Céu, recentemente inaugura pelo Governo do Amapá

A Universidade do Estado do Amapá (Ueap) registrou 1.110 inscrições no Processo Seletivo do Campus Território dos Lagos que funcionará, provisoriamente, na Escola Estadual Vidal Negreiros, no município de Amapá, a 302 km da capital Macapá. O primeiro vestibular do interior ofertou 100 vagas, sendo 50 para o curso de engenharia agronômica e 50 para licenciatura em matemática.

O curso de engenharia agronômica recebeu 806 inscritos e o de matemática, 304. A prova será aplicada neste domingo, 27, às 8h em cinco instituições localizadas no município de Amapá: Escola Estadual Vidal de Negreiros, Escola Estadual Veiga Cabral, Escola Estadual Maria Esmeralda Martins de Moura, Sesc ler e Escola Estadual Maria do Céu Gonçalves Dias, recentemente inauguarada pelo Governo do Amapá. Os candidatos terão quatro horas para responder a 40 questões de múltipla escolha e elaborar uma redação.

As aulas no novo campus devem iniciar no dia 25 de junho. O primeiro campus da Ueap, fora de Macapá, está recebendo um investimento inicial de R$ 500 mil do governo do Estado para adequação de laboratórios e climatização.

De acordo com o Termo de Cooperação Técnica assinado entre o governo estadual e a Prefeitura de Amapá, a Ueap ofertará o quadro técnico do campus da Região dos Lagos. Para atuar no novo polo, a universidade vai disponibilizar 27 novos servidores. Inicialmente, os cursos serão modulares com o revezamento de professores, conforme as disciplinas das grades curriculares.

A escolha da Região dos Lagos para a implantação de um campus da Ueap foi feita a partir de um estudo realizado pelo governo. A falta de ensino superior e a vocação econômica da região foram os fatores responsáveis pela escolha. A medida beneficia uma população de aproximadamente 30 mil habitantes que, até então, não contava com ensino de nível superior.

Até que aconteça a construção do campus, a estrutura do polo da Ueap vai funcionar na Escola Vidal Negreiros, com laboratório de informática, de matemática, setor administrativo e salas de aula.

Construção do novo campus

O reitor da Universidade do Estado do Amapá, Perseu Aparício, esteve em Brasília, em busca de apoio da bancada federal amapaense para a construção do campus na Região dos Lagos. O polo funcionará na cidade de Amapá e atenderá, também, outros três municípios do norte do Estado: Calçoene, Tartarugalzinho e Pracuúba.

O novo campus deverá ser construído em um terreno doado pela Câmara de Vereadores e prefeitura do município de Amapá. O projeto tem uma previsão financeira de R$ 10 milhões a R$ 12 milhões e inclui a construção de salas de aula, laboratórios do curso de engenharia agronômica e licenciatura em matemática.

Deixar uma resposta

Por favor, inscreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui